Blog Destaque Mensagens

16ª Enfermidade da Fé: Desesperança

4 de January 2024

16ª Enfermidade da Fé: Desesperança

“Porque Eu bem sei os pensamentos que penso de vós, diz o SENHOR, planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.” Jeremias 29:11

Assim como Deus tem planos para nós, o mal, ou seja, Satanás e seus demônios, também têm seus planos. No entanto, os planos de Satanás e dos maus serão frustrados em nossas vidas, e os planos de Deus serão bem-sucedidos.

Deus conhece os planos que tem para sua vida espiritual, matrimonial, familiar, profissional, social.

Mesmo que economistas, religiosos, políticos e as pessoas em geral digam que não vale a pena fazer planos, Deus afirma: “Eu conheço os planos que tenho para vocês”.

Mas esses planos não são para todos, Deus gostaria de planejar para todos, mas Ele não impõe Sua Fé ou Sua Vontade a ninguém, mas para Seu povo, “diz o SENHOR, planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.”

Este é o nosso Deus que afirma que os planos que Ele tem são de paz. Deus está dizendo que tem planos, e esses planos não começam no casamento, no trabalho, na empresa, ou na sociedade, mas começam em seu bem-estar interior, quando você está em paz consigo mesmo.

Quando você está em paz consigo mesmo, está em paz com Deus, porque nada o acusa. Se algo nos acusa, Deus também nos acusa, porque Ele é maior que nossa mente. Mas se nossa consciência não nos acusa, Ele não nos acusará.

Quando você está em paz consigo mesmo é porque superou seus erros, deixou de resistir às mudanças que precisava fazer em 2023, deixou para trás o ano velho, os hábitos antigos, as coisas antigas que comprometiam seu bem-estar emocional, mental, psicológico, espiritual, e agora você está bem com Deus, em paz com Deus.

Quando alguém está em paz consigo mesmo e com Deus, reflete essa paz para aqueles ao seu redor, sejam eles da fé ou não, sejam familiares ou conhecidos, funcionários, vizinhos, até mesmo os inimigos, eles podem estar mal com você, mas você está bem.

“…planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.”

As notícias podem ser as piores, pois o mal e os maus trabalham com força para destruir os planos de bem-estar e sucesso, porém os planos de Deus não são de calamidade, mas de sucesso.

O ano está dividido em trimestres, semestres, e o ano em si, quais são seus planos para este trimestre, para os primeiros três meses do ano?
Se você diz: “Eu não tenho”, saiba que você deveria tê-los.

Quais são seus planos a curto e médio prazo, para os primeiros seis meses do ano?
Se você não os tem, deveria tê-los.

E para o ano? Quais são os seus planos a longo prazo? Divida seus planos nesses 3 grupos e exercite sua fé como Deus ordena para desfrutar dessa paz e ter um futuro com esperança.

Eu quero que você entenda que há uma doença da fé chamada DESESPERANÇA. Assim como existe a esperança, também existe a doença chamada desesperança.

A pessoa perde a esperança, e o mal trabalha para que ela, mesmo que creia em Deus, murmure, tenha medo de tomar atitudes e decisões, seja em sua vida familiar, profissional, social, e fique estagnada no tempo, apenas envelhecendo e empobrecendo, porque o tempo não para.

Deus tem planos de paz, futuro e esperança, de realizações, superações, felicidade, sucesso, mas isso exige de nós a ESPERANÇA.

“Mas bispo, eu já tenho fé, tenho a Bíblia Sagrada e creio em Deus”. Está bem, mas você precisa adicionar a esperança a esta fé e a Palavra de Deus que você já conhece.

Não desista da esperança, porque o desânimo matou muitos, principalmente nestes últimos tempos. Quando alguém sofre desânimo, a primeira coisa que faz é lamentar-se e ficar esperando que alguém faça algo em vez de esperar de si mesma e de Deus.

Esperar de si mesmo e de Deus fará com que você seja uma pessoa bem-sucedida, feliz, uma pessoa com bem-estar espiritual, emocional, sentimental, familiar, profissional, que se refletirá em toda a sociedade. Este é o nosso Deus, e Ele diz como fazer:

“Então Me invocareis, e ireis, e orareis a Mim, e Eu vos ouvirei.” Jeremias 29:12

Há muitas pessoas invocando, mas Ele disse que também precisamos orar. Devemos invocar a Deus, devemos orar, insistir na petição, perseverar.

“E buscar-Me-eis, e Me achareis, quando Me buscardes com todo o vosso coração.” Jeremias 29:13

Entrega total, de todo o coração, isso nos lembra o 1º Mandamento: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.” Mateus 22:37

Tudo, tudo, tudo! Deus não aceita em partes, Ele Se entregou totalmente a nós em Sacrifício Vivo, Santo e Agradável na cruz para nos salvar e espera que nossa entrega a Ele também seja total.

“E serei achado de vós, diz o Senhor…” Jeremias 29:14

Deus não Se esconde de ninguém, quem não O encontra é porque não rogou. Quem persevera, roga, porque tem bem definido que deseja o Espírito Santo, e então Ele deixa ser encontrado. 

“… e farei voltar os vossos cativos e congregar-vos-ei de todas as nações, e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o Senhor, e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei.” Jeremias 29:14

Ou seja, ao Altar. Aqueles que O rejeitaram e O ignoraram não tinham paz nem esperança, estavam desanimados e, consequentemente, não invocavam nem rogavam ao Senhor, por isso Sua Presença estava ausente.

Mas os que O buscaram, clamaram e rogaram, O encontraram, a eles foi dada a Presença de Deus e, em seguida, a Terra Prometida. Este é o nosso Deus. Eu creio nesta Promessa, e você?

Nos vemos na IURD ou nas Nuvens!
Bispo Júlio Freitas

LEIA TAMBÉM:
– 1ª Enfermidade da Fé: Ansiedade 

– 2ª Enfermidade da Fé: Indefinição
– 3ª Enfermidade da Fé: Maus olhos
– 4ª Enfermidade da Fé: Acomodação
– 5ª Enfermidade da Fé: Inveja
– 6ª Enfermidade da Fé: Inclinações 
– 7ª Enfermidade da Fé: Ser demasiadamente justo
– 8ª Enfermidade da Fé: Egoísmo
– 9ª Enfermidade da Fé: Popularidade
– 10ª Enfermidade da Fé: Discórdia
– 11ª Enfermidade da Fé: Ingratidão
– 12ª Enfermidade da Fé: Insegurança
– 13ª Enfermidade da Fé: Fofoca
– 14ª Enfermidade da Fé: Desonrar a própria palavra
– 15ª Enfermidade da Fé: Falsidade
– 16ª Enfermidade da Fé: Desesperança

– 17ª Enfermidade da Fé: Pecados não confessados

previous post

4 de janeiro

next post

5 de janeiro