Blog Blog Destaque Destaque Mensagens Mensagens

Sacrifício Trino – 4ª Parte

7 de December 2023

Sacrifício Trino – 4ª Parte

O sacrifício material, econômico, prova onde está a nossa confiança, o nosso coração.

Deus ordenou a Moisés que pedisse ao povo, não que o obrigasse, mas que pedisse, ninguém é obrigado a sacrificar o material ou o econômico para Deus, tem que ser algo da pessoa para Ele, e veja de quem Ele recebe o sacrifício:

“Falou mais Moisés a toda a congregação dos filhos de Israel, dizendo: Esta é a palavra que o Senhor ordenou, dizendo:
Tomai do que tendes, uma oferta para o Senhor; cada um, cujo coração é voluntariamente disposto…” Êxodo 35:4,5

Não são todos que estão aptos para sacrificar, porque nem todos têm um coração generoso, voluntariamente disposto. Nem todos estão decididos a retirar o coração – a confiança – das coisas materiais e depositá-lo em Deus. E Deus não vai obrigá-lo, não vai amaldiçoá-lo, Deus não vai pegar ninguém à força e dizer: “Você vai confiar em Mim!” “Tire a confiança que tem na empresa, no dinheiro, no bônus, no salário, nos bens, nas economias e deposite-a em Mim!”.

– Primeiro, porque Deus não precisa, Deus como Criador não precisa absolutamente de nada! Ele é Autossuficiente.

– Segundo, Deus não aceita nada obrigado, porque no obrigatório não há fé, não há confiança. Ele espera essa atitude generosa, voluntária, espontânea de cada um de nós, expressando sem palavras que: “Eu creio, eu confio, eu quero”.

– Terceiro, Deus já fez o Seu Sacrifício Voluntário por nós, e agora espera que façamos o mesmo por Ele.

– E a quarta razão, é que quem precisa sacrificar somos nós, para nos desapegarmos de coisas e amadurecermos na nossa fé, confiança, obediência, dependência de Deus na prática.

“… cujo coração é voluntariamente disposto, a trará por oferta alçada ao Senhor: ouro, prata e cobre…” Êxodo 35:5

E continua com a lista de tudo o que cada um poderia oferecer dentro das suas possibilidades.

E para os que dizem “mas isso é no Antigo Testamento”, veja o que Jesus diz referindo-se ao Reino dos Céus (no Evangelho de Mateus 13:45,46), o Reino de Deus aqui na Terra é o Espírito Santo em nós e depois da morte herdaremos a Vida Eterna, o Reino dos Céus, não por ter dado dinheiro ou bens à Igreja ou a Deus, porque ninguém compra a Salvação, recebemos a Salvação através da entrega da nossa vida a Jesus como Senhor Único e Suficiente Salvador:

“Outrossim o Reino dos Céus é semelhante ao homem, negociante, que busca boas pérolas; E, encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo quanto tinha, e comprou-a.” Mateus 13:45,46

Para você que nos está julgando, condenando, censurando… porque estamos associando a transformação de vida, a Fogueira Santa, Deus, com a trindade do sacrifício espiritual, emocional e finalmente o monetário, ou econômico, se quiser criticar, critique a Jesus, porque foi Ele Quem Ensinou e deixou registrado na Sua Palavra e comparou o Reino dos Céus com uma pérola de grande valor que, para adquiri-la, alguém tem que se desfazer de tudo, mas de forma voluntária.

O negociante não foi obrigado, fez isso porque acreditava e queria obter aquela pérola que valia mais do que todas as outras que possuía, que era de grande valor.

Assim é para receber o Espírito Santo, quando nós O Valorizamos mais do que o nosso próprio eu, mais do que todas as pessoas e todas as coisas, sacrificamos espiritualmente, emocionalmente e economicamente, para recebê-Lo, e assim temos a maior riqueza e passamos a ser filhos de Deus e, consequentemente, o marido, o pai, o cidadão, o profissional, o cristão que devemos ser, e com uma observação, um detalhe, realizados em tudo!

Nos veremos na IURD ou nas Nuvens
Bispo Júlio Freitas
#AvivamientoUniversalAmericaDelSur

 

 

previous post

7 de dezembro

next post

8 de dezembro