Não Desista! Vídeos

Não Desista! 30/05/14

30 de Maio 2014

Mais de 700 milhões de mulheres em todo o mundo são vítimas de violência doméstica. Maria Rosário já esteve nesta estatistica, mas graças ao trabalho prático e inteligente do centro de ajuda hoje ela tem uma familia feliz. Para você tornar-se uma pessoa realizada, não precisa de conhecimento adicional mas sim de disposição para enfrentar o dia a dia. Esta sexta feira em todos os Centros de Ajuda estaremos prontos para o receber e orientar, quer seja às 7h, 10h, 12h, 15h ou 20h….


8 comments
  1. Tiago Neto-FJE ALCOBAÇA

    Ola boa noite, foi e é no Cda que muitas pessoas tem sido ajudadas e a Dona Maria é mais um caso desses de pessoas que vieram em busca de ajuda e alcançaram a solução.

  2. Micael Ferreira - FJE Alcobaça

    Boa noite, um forte testemunho, muitos mulheres se encontra nessa situação a D. Maria com ajuda do Cda superou essa situação, você pode superar também, dê um basta e vá ate um Cda ajuda mais próximo de si. Muito obrigado Bispo por partilhar esse testemunho, Deus abençoe.

  3. Joana Custódio - FJE Alcobaça

    Boa tarde Bispo, aqui podemos ver mais um caso de superação, através da participação nas reuniões do Centro de Ajuda. Tudo isso graças ao Deus Vivo! Que Deus o abençoe.

  4. ABEL COSTA FJE - DE CANTANHEDE

    ola Sr. Bispo Júlio. A minha mãe sempre sofreu de violência doméstica. Até quando eu era pequeno eu ao ver aquilo para mim era como se fosse em mim entao desde pequeno que era frostrado ate chegar ao cda isso faz parte do passado.Hoje sou um rapaz feliz que que faz parte da FJE

  5. José Costa FJE - CANTANHEDE

    ola bispo eu acho que as pessoas nao foram feitas pra sofrer mas pelo contrario forao feitas pra serem felizes e muita gente sofre de violencia domestica e nao denuncia a policia por vergonha , por pena da outra pessoa ou de medo e a minha mae passava por tudo o que eu escrevi eu desde pequeno vi a minha mae a ser mal tratada e hoje ela agora é feliz e ja nao sofre de violencia.

  6. Edymilza fernandes ( Baixa da banheira)

    Bom dia Bispo,a violência doméstica hoje em dia tem sido algo do género podemos dizer " desporto" não só entre os maridos, como também dos filhos para os pais, dos netos aos avós, enfim hoje em dia não existe aquele amor que a uns anos traz havbia, o respeito, amor de muitos estão a se esfriar, mas antes que isso possa se agravar faça como essa Senhora ela procurou ajuda, ajuda inteligente, vá ao CDA mais perto de si, inclusive hoje buscar direcção orientação para se tornar uma pessoa realizada.

  7. Carlos Trovão FJE - CANTANHEDE

    Boa tarde Sr. Bispo Júlio. A minha mãe sempre sofreu de violência doméstica. Inclusive até quando ela estava grávida de mim, o meu pai quis sempre obrigá-la a abortar. Certa vez ele ia para a esfaquear e a minha avó colocou-se na frente de joelhos com as mãos erguidas a implorar que ele parasse e ele Graças a Deus parou! Depois de se separarem ela continuou a sofrer nas mãos de outros homens... Mas desde que ela conheceu o Centro de Ajuda, a violência doméstica já faz parte do passado dela para a honra e glória do Senhor Jesus! Eu não sei quem irá ler este comentário mas se conhece alguém que é escrava desta causa, (quem sabe até uma vizinha), ajude-a a conhecer o CdA! Poderá estar a salvar uma família inteira pois o homem também sofre com tudo isso... Tente fazê-lo de forma inteligente! Deus Abençoe a todos mais e mais

  8. Fabiana FJE Alcobaca

    Bom dia, ninguém tem o direito de sofrer maus tratos. Toda a pessoa que sofre de violência doméstica, é um trauma tão grande! Mas só no Cda é que se ultrapassa tudo isso, foi o que a Sra Maria do Rosário fez encontrou ajuda no Cda mais próximo de si, e ainda bem que já está curada desse trauma que ela tinha. Obrigado Deus o abençoe.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.