Mensagens

Na dor ou na fidelidade?

26 de Outubro 2015

Na dor ou na fidelidade?

Ambos querem, desejam, anseiam, clamam para que Deus olhe para a sua necessidade, porém, enquanto um chora, o outro tem o direito de exigir!

Existem dois comportamentos que são em tudo diferentes na pessoa que é fiel e na que é infiel, pois embora ambas desejem a mesma coisa, que Deus atenda aos seus pedidos, a forma de agirem é bastante diferente!

Ora, observe:
O INFIEL: A pessoa que é infiel a Deus, mas que conhece a Bíblia, os Mandamentos e Promessas, pede para Deus se lembrar da sua dor, da sua aflição, das suas necessidades.

O FIEL: Já a pessoa que é fiel a Deus, aos Seus Mandamentos, pede para Deus se lembrar da sua fidelidade, não dos seus problemas, das suas necessidades. Ela pede para Deus pesar na Sua Balança justa, que é o Altar, a sua fidelidade.

“Lembra-te, SENHOR, peço-Te, de que andei diante de Ti com fidelidade, com inteireza de coração” (2 Reis 20.3).

O fiel pede para que Deus atente para a totalidade do seu serviço, da sua Fé, da sua fidelidade, da sua confiança, da sua obediência a Ele. Estas foram as palavras de Ezequias quando estava designado para morrer, devido a um problema de saúde, e, consequentemente, deixar o seu reinado destruído, já que estava a ser ameaçado pelo rei da Assíria. E Ezequias morreria sem deixar herdeiro, uma nação estabelecida, e muito menos uma família salva.

Ele tinha muitas necessidades, mais do que todos nós, como rei, esposo, pai, líder, mas, antes de ser tudo isso, ele era fiel a Deus.
Deus não é sensibilizado pelas nossas dores, aflições, ameaças, lágrimas, responsabilidades, problemas que estamos a enfrentar. E a prova disso é que todas as vezes que o Senhor Jesus se deparou com uma pessoa a chorar, a primeira coisa que fazia era mandar a pessoa parar de chorar. Por outras palavras, as suas lágrimas não vão resolver o seu problema, não a vão ajudar em nada. A pessoa que é fiel, apela para a sua fidelidade!

Ezequias sabia que não era perfeito, mas apelou para que Deus reparasse na inteireza do seu coração: ou seja, se o seu coração, a sua fidelidade, não eram totalmente d’Ele, nos bons e maus momentos; se a sua Fé, a sua confiança, a sua obediência, não estavam voltadas para Ele.

Ezequias pediu para Deus pesar na Sua Balança, e Deus pesou, e mudou aquele quadro, e fez o que ele não pediu – curou-o, prosperou o seu reino, livrou-o dos sírios, salvou a sua família e ainda deixou os seus herdeiros abençoados. Quer dizer, Deus fez coisas além do que ele podia imaginar, porque ele apelou para a sua fidelidade!

Porém, existem pessoas que não são abençoadas, mesmo dizimando, ofertando e trabalhando, mas porquê? Porque são infiéis a Deus, pois a fidelidade não se traduz em práticas, mas em quem você é no seu coração e se o mesmo pertence ou não a Ele.

Caro(a) leitor(a) fiel, não abra mão da sua fidelidade, porque ela não tem preço. Não se venda às tentações, porque a sua fidelidade vale mais do que todo o ouro, toda a prata, toda a fama, todo o diploma ou título que possa vir a ter neste mundo. Não abra mão da sua fidelidade, porque, se abrir, então, é porque não tem Aliança com Deus, já que QUEM TEM ALIANÇA COM DEUS É FIEL!

Deus é contigo, e eu também!

Bjf

Anterior

26 outubro

Seguinte

27 outubro


14 comments
  1. Patricia

    Ser fiel em tudo no dia a dia mesmo que as tentações venham, mesmo que o desanimo venham, ser fiel ate o fim, Deus estará sempre com aquele que obedece sua Palavra ate o fim

  2. Júlio César

    Bom dia Sr.Bispo a Verdade é que para mantemos a nossa Aliança com Deus ,temos que permanecemos Fiéis ate o fim e como o casamento muitos casão mas não permanecem casados ,pois não tem Palavra por isso são Infieis , não tem caráter , mente , engana , porque o espírito que Anita neles e o espírito do Anticristo , pois o Espírito que habita dentro dos fiéis e o Espírito da Verdade ! Que Deus o abençoe e todos os os Verdadeiros e Fiéis .

  3. Catarina Medina

    Olá Bispo Júlio e estimados leitores do blog. Muito interessante esta meditação, pois toda a vida nós aprendemos a apelar ao sentimento para receber alguma coisa. Logo quando crianças, já aprendemos, naturalmente, a fazer "beicinho" quando desejávamos um doce, e sabíamos que não tínhamos direito a ele. Mas, muitas vezes, com isso conseguíamos comover os nossos pais, e assim eles voltavam atrás com a sua palavra, e recebíamos o doce (a título de exemplo). Quando crescemos, infelizmente, aprendemos essa "arte" e aplicamo-la em quase todas as áreas da nossa vida. Quando nos convertemos, queremos fazer exactamente a mesma coisa com Deus. Fazer o "beicinho" para podermos receber todas as bênçãos que desejamos. Mas não é assim. Deus é justo e honra a Sua Palavra. Ele não se comove com choros nem amuos, mas ele olha a nossa FIDELIDADE. Se somos justos para com Ele, Ele retribuirá. Muito obrigada, mais uma vez, por nos ajudar a pensar e a melhor compreender e conhecer a DEUS. Pois impossível dizer que se conhece alguém, se não sabemos como essa pessoa pensa, age, o que gosta e o que não gosta, etc... Saudações

  4. Hugo Vasconcelos

    Em II Reis 20 Ezequias recebe de Deus duas grandes bênçãos(Livramento do Rei da Assíria e mais 15 anos de vida). Porém ele cometeu dois grandes erros que marcaram sua história. O Primeiro erro foi quando Ezequias recebeu presentes dos mensagerios do Rei da Babilônia em seu Palácio, abrindo assim as portas para o inimigo, pois esse mensageiros eram espias, que mais tarde iria provocar a invasão Babilônica. O Segundo erro foi não ter tomado providências quando o profeta Isaías o avisou que, depois de sua morte, o rei da Babilônia iria invadir aquela nação. Ou seja, o erro de Ezequias foi ser vagaroso e displicente para as coisas de Deus. Ao invés dele se colocar em oração e começar à preparar a nação e também seu substituto ao trono para que buscasse ao Senhor, ele não demonstra preocupação. E o resultado o resultado se encontra no capítulo 21: Tinha Manassés doze anos quando começou a reinar(Manassés era o filho de Ezequias que nasceu após o Senhor acrescentar-lhe 15 anos de vida). Esse seu filho parece não ter sido educado nas leis de Deus, e lemos à seu respeito nos versículos de 2 à 9 que ele fez o que era mal ao olhos do Senhor e ainda levou toda a nação à pecar. Deixar de falar a verdade, corrigir, orientar, é fazer o mesmo que Ezequias. Deixemos que Deus nos use.. Aproveitemos cada oportunidade para plantar a semente da Palavra, pois isto poderá fazer a diferença amanhã na vida daqueles que a recebem. Ao contrário de Ezequias, devemos utilizar bem os dias que Deus tem nosdado. “ Ensina-nos a contar os nossos dias, de modo que alcancemos coração sábio”. Sl 90.12.

  5. Eurico

    A infidelidade afasta qualquer ação positiva de qualquer ser humano, não é o contrário com a ação de Deus, é impossivel eu ser infiel e Deus atender o meu pedido, até posso conseguir com a força do braço, mas seria terreo e não do Altissimo!! e tudo o que se faço com a força do braço tem limite, ao contrário, do poder da FIDELIDADE. seja com quem for, mas acima de tudo, com Deus, a vida miserável, passa a vida abundante, a vida depressiva passa a vida motivada, o pobre tem visão da prosperidade, o doente fica curado, o TRAIDOR/TRAÍDo passa a ser FIEL... Fez-me refletir este post. Obrigado Bispo!! Abraço

  6. Daniel

    Boa noite bispo e a todos os internautas! É forte e inteligente o caso de Ezequias, todos os infiéis seja a Deus ou em um relacionamento ele agem e reagem pela Emoção! São todos emotivos, guiados pelo coração. Mas! Quem é Fiél a Deus apela para consciência! A fé racional, Ezequias levou Deus a pensar e analisar na sua fidelidade, na sua conduta moral e Espiritual diante de Deus! Quem é fiel exige com a Razão ! O infiel só pedi na emoção.

  7. António Lisboa

    Boa tarde Sr Bispo . A fidelidade nos da o direito,da primogemitura (à promessa de Deus) e a infidelidade tira o direito de filho (fazendo á pessoa viver longe das terras férteis, no deserto da escravidão),essa é a diferença do fiel e infiel,pois o infiel fica a apenas sonhando, ele quer tudo e nunca tem nada ,e por não ter culpa os outros, atribui suas seus fracassos aos outros,e nao a si mesmo,O Fiel vê nas suas lutas uma oportunidade de mudar sua história, como Ezequias quando sanaqueribe enviou a Carta de afronta, Ele à levou e mostrou-a ao Senhor e orou ,então pela Sua FIDELIDADE O SENHOR o Livrou das mãos do rei da Assíria.

  8. Caio reis

    Boa tarde Bispo. Não basta somente ser fiel, em dízimos, ofertas, mas também naquilo que fazemos quando aparentente ninguém está a ver. Muitos pensam que tem o direito de cobrar de Deus por darem o dizimo, por vir toda a semana na igreja, dando as ofertas, mas quando fora da Igreja fazem tudo de errado, não somos perfeitos, mas muitos tentam usar essa desculpa para poder pecar. Se verdadeiramente somos fiéis, iremos então colher os frutos da fidelidade, pois aquilo que plantamos iremos colher.

  9. Fábio Medeiros - FJE Açores - Ilha de São Miguel

    Boa tarde sr.Bispo, A reação do rei Ezequias prova que ele não era acomodado... Se formos persistentes e firmes chegaremos aos lugares de honra, aonde quer que estejamos.

  10. Clayton Silva

    Uma abençoada semana bispo Júlio e á todos. " Vale mais ter um bom nome do que muitas riquezas" Nada a melhor que mantermos nossa consciência limpa e pura perante a Deus, pois a mesma nos leva perante a Deus e que Ele Olhe para nossa fidelidade que venha nos pesar em sua balança. Uma boa consciência nos dar acesso direto com Deus e a liberdade de pedirmos o que precisamos é de certeza que a sua resposta virá em nossas vidas. Fico agradecido. Atenciosamente.

  11. Alexandre Oliveira

    Bom dia Bispo, A Fidelidade é ponte que nos leva mais próximos dos pensamentos e vontades do Deus Vivo, quando decidimos caminhar em retidão, integridade, respeito e obediência, estamos andando na contra-mão do mundo e no sentido único, rumo a mais perfeita vontade do Nosso Criador, onde o Reparo e a Justiça prevalecerão sempre nos fazendo superar cada obstáculo.

  12. Michael Salvador

    Bom dia Bispo O Infiel quer comover a Deus,com lagrimas e prantos o caso do Fiel é diferente ele vai atrás de seus direitos que foi o caso de Ezequias que disse lembra-te de minha Fidelidade.

  13. Ulices Vidal

    Bom dia Bispo, aquele que é infiel apela para os "sentimentos" de Deus, ou seja, é aquela pessoa que espera que Deus e os outros compreendam a sua situação, espera que tenham pena dela, porém o fiel é aquele que pede a Deus que faça a Sua justiça, pois está seguro, confiante porque obedece à Palavra de Deus, é fiel não tem nada a perder. Muito obrigado

  14. Edmar Fortes

    com certeza tanto infiéis coo fieis querem ser atendido por Deus,, mas somente um dentro os dois são atendido por Deus. como ser atendido se a pessoa mantém na infidelidade a ELE. Ezequias teve moral e porque era fiel e andava com interessa de coração diante de Deus sem desviar dos seus compromisso para com Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.