Blog Destaque Mensagens Obreiros

Os 7 espíritos enganadores: sentimentalismo

18 de Janeiro 2021

Os 7 espíritos enganadores: sentimentalismo

Você sabia que existem 7 espíritos enganadores, que derrubaram e derrubam pessoas dentro da Igreja?

Esses 7 espíritos enganadores agem sorrateiramente. E, assim, infelizmente, muitos têm sido reprovados, removidos, da Obra de Deus. Porque não se atentaram para a ação desses espíritos. Por isso, é importante que você aprenda a identificá-los.

Hoje, nós vamos falar sobre o “espírito do sentimentalismo”.

No evangelho de Mateus, capítulo 24, o Senhor Jesus usa a palavra “engano” três vezes consecutivas.

Vamos observar o versículo 4: “E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane”.

A pessoa que mais nos engana somos nós mesmos. Não é o nosso familiar, colega de trabalho ou outra pessoa. Isso acontece porque o nosso “eu” é um ser emotivo. A nossa natureza humana é emocional. A pessoa diz: “coitadinho de mim, ninguém crê em mim, ninguém me ajuda, ninguém me valoriza”, “Ninguém lembra de mim”, “Ninguém fala comigo ou quer me ouvir…”

O espírito do sentimentalismo quer que a gente nutra mágoas, vinganças, ciúmes e outras emoções. Mas esse tipo de pensamento sendo alimentado neutraliza a fé. Porque quem está na frente da batalha espiritual tem que agir como um soldado forjado no fogo da guerra contra o mal.

Certa vez, o Senhor Jesus também disse: “… negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-Me”. Lucas 9:23

Todos aqueles que prestam atenção nas Escrituras Sagradas se baseiam no que está escrito, na fé inteligente e não no que sente ou os outros dizem. Muito menos creem ou vivem por meio dos 5 sentidos (visão, audição, paladar, olfato e tato).

Lembre-se de que está escrito que o justo viverá pela fé e não pela emoção (Romanos 1:7). Portanto, não sejamos sentimentais e sim racionais.

Nos veremos na IURD ou nas Nuvens!

Bispo Júlio Freitas