Mensagens

O homem de Deus e a Autoridade

27 de Novembro 2014

O homem de Deus e a Autoridade

“Sucedeu, depois disto, o seguinte: Nabote, o jezreelita, possuía uma vinha ao lado do palácio que Acabe, rei de Samaria, tinha em Jezreel. Disse Acabe a Nabote: Dá-me a tua vinha, para que me sirva de horta, pois está perto, ao lado da minha casa. Dar-te-ei por ela outra, melhor; ou, se for do teu agrado, dar-te-ei em dinheiro o que ela vale. Porém Nabote disse a Acabe: Guarde-me o Senhor de que eu dê a herança de meus pais”. (I Reis 21; 1 a 29)

O Rei decidiu que a vinha de Nabote lhe dava jeito para fazer uma horta e falou com ele, no entanto, o mesmo recusou por ser uma herança de família, o que deixou Acabe revoltado.

“Então, Acabe veio desgostoso e indignado para sua casa, por causa da palavra que Nabote lhe falara (…) E deitou-se na sua cama, voltou o rosto e não comeu pão. Porém, vindo Jezabel, sua mulher, ter com ele, lhe disse: Que é isso que tens assim desgostoso o teu espírito e não comes pão?”

Jezabel encontrou Acabe prostrado e perguntou o que se passara. Ao saber da recusa de Nabote decidiu agir, mas primeiro confrontou Acabe com a sua autoridade, questionando quem era o rei afinal, quem era o único que mandava no reino, instigando Acabe a reagir, mas tomando as “rédeas” da situação em lugar do rei.

“Então Jezabel, sua mulher, lhe disse: Governas tu, com efeito, sobre Israel? Levanta-te come, e alegre-se o teu coração; eu te darei a vinha de Nabote, o jezreelita.”

Neste momento, Jezabel assumia o lugar do rei, sem que Acabe se opusesse. Ou seja, o líder deixou que alguém agisse de forma incorreta para que ele alcançasse o seu objetivo. No entanto, ele nunca seria acusado, porque, afinal, em primeira instância, não foi ele que fez nada. Acabe não podia ter permitido a intervenção de Jezabel, afinal, o rei não era ela e sim ele.

“Então escreveu cartas em nome de Acabe, selou-as com o sinete dele e as enviou aos anciãos e aos nobres que havia na sua cidade e habitavam com Nabote. E escreveu cartas, dizendo: Apregoai um jejum e trazei Nabote para a frente do povo.”

Jezabel usou de astúcia, ou seja, usou o anel real para que o povo reconhecesse a ordem como vinda do próprio rei e mandou apregoar um jejum, porque o jejum simbolizava a aprovação de Deus, mas, neste caso, foi estrategicamente usado por Jezabel numa questão política para a realização de um capricho do rei. Muitas vezes, o preciosismo de alguém que tem autoridade destrói a vida de quem está por perto.

Temos sempre de fazer o que é certo, mesmo que isso signifique desagradar a algumas pessoas e não ser bem visto por outras, porque só se fazem muitos amigos quando se tenta agradar a todos, mas isso leva a uma gestão desequilibrada e a várias injustiças.

“Fazei sentar defronte dele dois homens malignos, que testemunhem contra ele, dizendo: Blasfemaste contra Deus e contra o rei. Depois, levai-o para fora e apedrejai-o, para que morra.”

Continua amanhã…

Bp. António Carlos – Portugal

Anterior

27 novembro

Seguinte

28 novembro


12 comments
  1. Daniela Escudero

    Buenos días obispo, es cierto lo que hablo, debemos ser definidos cuando tenemos la responsabilidad de cuidar de un pueblo o cuando somos la autoridad, pues si dejamos guiarnos por otros es ahí donde vamos a pérdida. El querer satisfacer un capricho o algo netamente de importancia personal, nos aparta de la voluntad de Dios, y por ende dejamos que nos invada la corrupción. Dios le bendiga a ud y su familia.

  2. Não importa o que seja feito nunca conseguiremos agradar a todos ao mesmo tempo sempre iremos entristecer alguém, se tivermos essa consciência tudo que fizermos só iremos que preocupar em agradar a Deus.

  3. FJE S.João da Madeira- Ricardo Pinheiro

    Boa noite Bispo. Em primeiro lugar temos de nos consciencializar a quem queremos agradar,e para não ficarmos na duvida aqui fica o que o nosso Deus fala em Mateus 6:24- Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro.

  4. Tiago Neto Leiria- FJE-Centro Alcobaça

    Ola boa noite, devemos sempre fazer o que é correto e justo perante Deus pois se mantivermos no caminho da justiça na obediencia da Palavra de Deus então Deus será conosco diante dos problemas e injustiças.

  5. catarina sofia FJE ESPINHO

    É verdade Bispo quando estamos dispostos a tomar uma decisão certa principalmemte quando é para nos entregarmos para Deus mesmo que desagrade a quem for amigos, familiares... quando tomamos essa atitude Deus nos honrará.

  6. São Joao da Madeira -Márcia Silva

    Boa tarde Bispo, devemos saber escolher as amizades de uma forma inteligente ainda que desagrade ao Homem,o que realmente importa é glorificar o nome de Deus pois Ele nos honrará.

  7. FJE SJ Madeira Ana Carina

    Boa Tarde Bispo . Realmente o que o Senhor falou nesta mensagem é muito forte mesmo . E o entendi nesta mensagem foi que a gente tem que saber a quem vai querer agradar , ou a Deus ,as pessoas ou ao mal . Na minha opinião nós devemos sempre fazer de tudo para agradar a Deus e não as outras pessoas e muito menos ao mal.. e na minha opinião nos devemos sempre ter aquele cuidado de agradarmos a Deus . Deus abençoe

  8. Fábio Medeiros- FJE Açores(S.Miguel)

    Quando o cabeça não está o corpo é que paga; Devido ao "cabeça" Acabe estar fora da Fé, o país é que sofreu as consequências, por isso jamais deixar de lado nosso Dom de Autoridade que o SENHOR JESUS CRISTO outorgou aos que creem em Seu Nome. "Como a cidade derrubada, sem muro, assim é o homem que não pode conter o seu espírito." Provérbios 25.28

  9. FJE SJ Madeira- Gonçalo Moutinho

    Boa tarde Bispo, o que eu entendi desta mensagem foi que nos devemos ter atitudes de pessoas de Deus, mesmo que isso vá desagradar às pessoas que nos rodeiam, não nos podemos deixar levar pelo que os outros vão falar. Se nos tivermos a certeza de que o que nos estamos a fazer é do agrado de Deus não temos que nos preocupar com o facto de agradar mos ao Homem, pois sabemos que Deus nos honrará. Obrigado pela mensagem que me ajudou bastante. Deus abençoe.

  10. São Joao da Madeira -Diana Silva

    Boa tarde Bispo,é verdade devemos ter em atenção as amizades pois nunca sabemos realmente quem é a pessoa com quem convivemos no nosso dia-a-dia ..Devemos ter cuidado e usar a nossa fé de uma forma inteligente .Obrigado pela palavra . Deus abençoe!

  11. FJE SJ Madeira- Inês Santos

    Boa tarde Bispo. É uma verdade, quando nós fazemos o que é certo e justo vai ter sempre alguém a criticar nos e a julgar nos porque hoje em dia fazer o que é certo e justo é fora do normal. Mas ainda assim nós temos que o fazer pois é perante Deus que a nossa consciência tem que estar limpa e não perante o homem. Obrigada pela mensagem, fortificou-me. Deus abençoe.

  12. FJE SJ Madeira- Rui Moutinho

    Boa tarde Bispo, de facto os homens e mulheres de Deus têm de ter bastante atenção com as amizades e pessoas que os rodeiam, pois nem todas são amizades verdadeiras e muito menos benéficas. Não importa o quão próxima uma pessoa nos é, devemos sempre fazer uso da nossa autoridade e manter as amizades no seu devido lugar para não acontecerem situações semelhantes à de Acabe e, assim, permanecermos "fortes" na fé.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.