Mensagens

Filhos, pais, avós…

17 de Março 2012

Filhos, pais, avós…

Há um período em que os pais vão ficando órfãos dos seus próprios filhos. É que as crianças crescem independentes de nós, como árvores tagarelas e pássaros estabanados. Crescem sem pedir licença à vida. Crescem com uma estridência alegre e, às vezes, com alardeada arrogância. Mas não crescem todos os dias de igual maneira. Crescem de repente.

Um dia sentam-se perto de você no terraço e dizem uma frase com tal maturidade que você sente que não pode mais trocar as fraldas daquela criatura.

Onde é que andou a crescendo aquela criancinha que você não percebeu? Onde está a pazinha de brincar na areia, as festinhas de aniversário com palhaços e o primeiro uniforme da creche?
A criança cresce num ritual de obediência orgânica e desobediência civil.

Ali estamos, com os cabelos esbranquiçados. Esses são os filhos que conseguimos gerar e amar, apesar dos golpes dos ventos, das colheitas, das notícias e da ditadura das horas.

E eles crescem meio amestrados, observando e aprendendo com os nossos acertos e erros. Principalmente com os erros que esperamos que não repitam.
Há um período em que os pais vão ficando um pouco órfãos dos próprios filhos.

Passou o tempo do ballet, do inglês, da natação e do judo. Saíram do banco de trás e passaram para o volante das suas próprias vidas.

Deveríamos ter ido mais à cama deles ao anoitecer para ouvir a sua alma respirar conversas e confidências entre os lençóis da infância, e os adolescentes cobertores daquele quarto cheio de adesivos, pósteres, agendas coloridas e discos ensurdecedores.

Então, a memória faz-nos perceber que não aproveitámos o tempo com eles, cresceram sem que esgotássemos neles todo o nosso afeto.

No princípio subiam a serra ou iam à casa de praia entre embrulhos, bolachas, engarrafamentos, natais, páscoas, piscina e amiguinhos.

Sim, havia as brigas dentro do carro, a disputa pela janela, os pedidos de chicletes e cantorias sem fim. Depois, chegou o tempo em que viajar com os pais começou a ser um esforço, um sofrimento, pois era impossível deixar os amigos e os primeiros namorados.

Os pais ficaram exilados dos filhos. Tinham a solidão que sempre desejaram, mas, de repente, morriam de saudades daquelas “crianças”. Chega o momento em que só nos resta ficar de longe, torcendo e orando muito (nessa hora, se a gente tinha desaprendido, reaprendemos a falar com Deus) para que eles acertem nas escolhas em busca de felicidade.

E que a conquistem do modo mais completo possível.
O jeito é esperar: qualquer hora podem-nos dar netos. O neto é a hora do carinho ocioso e adormecido, não exercido nos próprios filhos e que não pode morrer connosco.

Por isso, os avós são tão desmesurados e distribuem tão incontrolável carinho. Os netos são a última oportunidade de reeditar o nosso afeto. Por isso é necessário fazer alguma coisa a mais, antes que eles cresçam.

Aprendemos a ser filhos depois que somos pais. Só aprendemos a ser pais depois que somos avós…

Espero ter colaborado em algo, Bjf

Anterior

Tome posse!

Seguinte

Atalhos


29 comments
  1. Maria de Fatima

    É bem verdade que quando somos adolescentes nao damos valor ao que os nossos pais nos falam e só lhes damos razao quando somos pais e lidamos com os nossos filhos e ai passamos amar o ensinamento dos nossos pais Deus Abençoe

  2. Marta

    Interessante esse texto. Gostei. \o/

  3. Marlucia Baptista

    Muitoo boom o seu blog bispo e esse foi expcional pois acabei de ser vó e é assim msm q agente c senti cadê meus filhinhos q estavam comigo a pouco tempo andando no banco de trás do meu carro? Eles estam pegando na direção do msm e seguindo o seus próprio caminho. Q o Senhor continue abençoando o senhor e a usa-lo na fé

  4. Celina Andrade

    Bp obrigado pelo post, vou passar mais tempo com minha filha. Ontem ela era bebe, hoje esta com 11 anos o tempo passa sem darmos conta disso. Vou aproveitar o maximo que puder. Hoje,como mae, valorizo muito meus pais e agradeco a eles pela educacao que me deram. Na fe'.

  5. Raquel Cunha - Cenáculo Porto (Portugal)

    Bispo, sou mãe de uma criança de 5 anos. E lembro perfeitamente dos primeiros dias, quando ele era bebé, como se fossem agora. Hoje ele me surpreende com a esperteza e inteligência das suas respostas, como ele cresceu, sem eu dar quase por isso. O tempo está a passar muito rápido e aprendi com o seu post a "perder" mais tempo com o meu filho, valorizando cada momento e cada conversa pois serão memórias perfeitas. Deus abençõe.

  6. taiane salvador bahia

    muito forte a maturidade vem com o tempo experiências,deixemos de lado as infantilidades e sejamos maduros na fé.

  7. cintia

    Bispo vou fazer minha mãe ler essa postagem cm toda a certeza ela vai ser dar conta que eu sua filha estou crescendo e se tornando madura!!! minha mãe é muito coruja!!!

  8. Daniela- Cenáculo de Castelo Branco/ Salvador- BA

    Comcordo Bispo, só adquirimos a maturidade com o tempo e com as experiência que vivemos, e depois de adquiri-las procuramos nos aperfeiçoar e fazer as coisas melhor do que já fizemos um dia.

  9. Elsa Francisco

    Sendo o senhor o nosso Pai Espiritual aproveito para desejar Feliz dia do PAI !

  10. Elsa Francisco

    Como mãe falo com propriedade, as vezes fico pensando, meu Deus como a vida é: Assumimos o relacionamento e vivemos a dois, com o tempo nasce o rebento e vivemos a três e com o passar de mais tempo ainda, voltaremos a viver a dois. - " Ela deixará o banco de traz e tomará o volante de sua própria vida,” sendo assim cabe a mim orar e pedir a Deus p que ela acerte nas suas escolhas. Mas para que isso aconteça é necessário darmos a atenção que lhes é devida, cabe a nós derramarmos o nosso afeto p/ não carregarmos na memoria algo que nos acuse por ñ aproveitamos o tempo com eles... Infelizmente isso ,a falta de cumplicidade entre pais e filhos, tem sido uma vacina p/ muitos filhos em relação a Deus... alegam ñ terem pais presentes pk ñ “puderam” se delegar de determinadas tarefas afim de cuidar deles. Sei bem que nos dias atuais isso tem sido uma grande dificuldade para os pais divido os tantos afazeres e a correria do nosso dia -a- dia. Devemos nos lembrar que além de filhos são almas e que temos k cuidar agora disciplinando espiritualmente, p/ mais tarde ñ nos tornarmos órfão de nossos filhos tanto física como espiritualmente. Mas para isso é necessário atenção e cuidado e para cuidar é necessário ter tempo!

  11. julia carina

    é senhor, enquanto filhos não reconhecemos o esforço que nossos pais fazem para nós ver feliz. quando não tinha Jesus eu achava meus pais chatos, mais depois de conhecer o Sr Jesus ,Ele me mostrou o quanto eles me amavam e so queriam o meu bem e apesar de ja ter perdido a minha mãe eu e meu pai nós demos super bem e quando eu tiver o meu filho, se tiver, conserteza farei tudo para os proteger e andarem na presença de Deus

  12. CARMEN FLORES

    É verdade aprendemos a lição depois que apanhamos da vida, esta mensagem é muito forte pra mim valorizamos quando perdemos. Com Deus é diferente ele nunca nós deixa por isso ele é meu melhor amigo é o meu tudo, porem não deixarei de curtir o que Deus me deu uma linda família....

  13. CARMEN FLORES

    É verdade aprendemos a lição depois que apanhamos da vida, esta mensagem é muito forte pra mim valorizamos quando perdemos. Com Deus é diferente ele nunca nós deixa por isso ele é meu melhor amigo é o meu tudo, porem não deixarei de curtir o que Deus me deu uma linda família...

  14. RAQUEL SANCHES

    BISPO MUITO FORTE,NESSE MOMENTO EU PUDI PERCEBER MAIS DE PERTO QUE O TEMPO ESTÁ PASSANDO MUITO RÁPIDO,ONTEM EU ERA UM BEBÊ,HOJE JÁ ESTOU COM 16 ANOS,E VEJO QUE DEUS TEM PLANOS NA MINHA VIDA E QUE ESTÃO MAIS PERTO DO QUE EU IMAGINO.TALVEZ O SENHOR PENSE QUE O QUE EU ESCREVI NÃO TENHA MUITO HAVER COM O ASSUNTO MAIS PARA MIM SIM POIS APARTIR DE AGORA VOU CUIDAR E APROVEITAR O MAXIMO OS MEUS PAIS,E DAR O VALOR QUE ELES REALMENTE MERECEM.NA FÉ.

  15. suelen

    Muito legal ...a maturidade em com o passar do tempo quando vamos criando mais experiência na vida ... fique com deus

  16. Edilene de Sousa Chagas

    É verdade bispo hoje em dia amadurecemos muito cedo devido as mudanças que acontecem no mundo de hoje, os pais devem ensinar para seus filhos desde cedo o que pode e o que não pode para que quando vier a ser adulto não venha ser tão imaturo na sua vida diante de uma dificuldade.

  17. Vigiane

    Infelizmente a sensação de tempo perdido acontece lá na frente quando os anos se passaram e toda a essência de carinho e atenção ficaram para trás.

  18. JUCELIA COSTA

    É VERDADE QUANDO TINHA A IDADE DOS MEUS FILHOS MINHA MÃE SEMPRE DIZIA UMA COISA PRA MIM,"QUANDO TIVER FILHOS AI VOCÊ VAI APRENDER A DAR VALOR A TUA MÃE" E É A MAIS PURA VERDADE HOJE SEI TUDO QUE ELA PASSAVA COMIGO E OLHA QUE MINHA FILHA NEM DE LONGE É PARECIDA COMIGO QUANDO TINHA A IDADE DELA.PERDEMOS MUITO TEMPO PREOCUPADOS COM O QUE NOSSOS FILHOS FAZEM AO INVÉS DE USARMOS ESTE TEMPO PARA DAR MAIS AMOR E CARINHO.

  19. Susana

    Boa noite , Bispo e verdade que tudo o que disse, aprendi que tenho que aproveitar cada momento vivido com os meus entes queridos , principalmente com as minhs filhas,mostradando , carinho , amor e as vezes um ralhete.

  20. Danieli Gomes Silva

    Muito bacana, eu nunca tinha pensado dessa forma. Sem a gente perceber, nós magoamos,fazemos pessoas chorarem, sofrer,principalmente os pais, esquecemos que no inicio, até a nossa juventude, dependemos somente deles,e que mesmo com raiva, tratando eles mau, eles mesmo assim, fazem tudo por amor, nos repreende, gritam, até bate se for preciso, mas dificilmente nós reconhecemos o quanto os pais são tão importantes em nossa vida.

  21. GABRIELLA OLIVEIRA

    BOA TARDE BISPO JULIO HOJE INFELIZMENTE NÃO VEMOS O RESPEITO MAS PELOS PAIS QUE HAVIAM ANTES ,O AMOR E ISSO É IMPORTANTE NA VIDA DO SER HUMANO O AMOR PELOS PAIS É IMPORTANTE NA VIDA DE UMA PESSOA.

  22. Danieli Gomes Silva

    Muito bacana, eu nunca tinha pensado dessa forma. Sem a gente perceber, nós magoamos,fazemos pessoas chorarem, sofrer,principalmente os pais, esquecemos que no inicio, até a nossa juventude, dependemos somente deles,e que mesmo com raiva, tratando eles mau, eles mesmo assim, faz tudo por amor, nos repreende, gritam, até bate se for preciso, mas dificilmente nós reconhecemos o quanto os pais são tão importantes em nossa vida.

  23. Celir

    Que mensagem Maravilhosa.É pura Luz do Espirito,no qual o senhor está cheio.Deus te use cada vez mais,atrávez de suas mensagens eu tenho crescido.Muito obrigada.

  24. Jozeni Alves

    O senhor realmente seria um otimo pai, pois os ensinamentos que o senhor passa é uma bençao!!! Boa tarde

  25. Jozeni Alves

    É verdade a pessoa que cresce com os pais e tem uma estrutura familiar é mais educada!!

  26. Debora Batista Assunção

    FORTE BISPO, É ISSO MESMO SÓ SE APRENDE A SER FILHO QUANDO SE É PAI OU MÃE E SÓ SE APRENDE A SER PAI QUANDO SE É AVÔ, MINHA AVÔ DE VEZ EM QUANDO FALAVA PARA MINHA MÃE QUANDO ELA RECLAMAVA QUE OS MEUS IRMÃOS SAIAM PARA FESTAS E NÃO A OBEDECIAM, VOCÊ SE LEMBRA DO SEU COMORTAMENTO COMIGO ? A MAIORIA DOS FILHOS SÓ RESPEITA OS PAIS DEPOIS QUE AMADURECEM, QUE VIVEM, QUE LEVAM AS PANCADAS DA VIDA, OU QUE PASSAM POR TUDO, POR ISSO AS PESSOAS QUE TÊM EXPERIÊNCIA , TESTUNHO, QUE SOFREU, SÃO MAIS BEM PREPARADAS PARA LHE DAREM COM DETERMINADAS SITUAÇÕES OU ASSUNTOS, TRAZEM UMA BAGAGEM DE MATURIDADE E EXPERIÊNCIA E NÃO COMETEM TANTOS ERROS. UM ABRAÇO BISPO, O SENHOR NÃO É PAI, MAS SERIA UM BOM PAI, POIS O QUE FAZ UM BOM PAI É O EXEMPLO QUE ELE DÁ PARA OS FILHOS...

  27. Mafalda Silva - Caldas da Rainha (Portugal)

    Boa tarde Bispo, É com as experiências da vida, é que vamos ganhando maturidade, hoje sou adulta, mas já fui criança como todos nós, os meus pensamentos e quereres eram totalmente diferentes. Não achava piada nenhuma, quando a minha mãe se zangava comigo, ou dizia alguns nãos. Hoje com quase 20 anos revejo-me nos meus sobrinhos pois as mentalidades são diferentes, e vejo o quão importante foi o papel da minha mãe, ao longo do meu crescimento e da minha vida. Pois se hoje sou quem sou devo isso em 1º lugar a Deus, e depois a e,a que me colocou no mundo. Devemos de aproveitar ao máximo o que os outros nos transmitem e dar o melhor de nós a quem fez de tudo por nós, para hoje sermos quem somos. Na fé!

  28. Daniel....

    é verdade...pensei eu,depois chorei,mais lenvantei a cabeça,e concerteza irei aproveitar cada momento na minha vida.

  29. Josimeire

    A maturidade vem com o tempo a paciência e tolerância é um bem adquerido através de experiência por isso os avós são tão amáveis com seus netinhos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.