Mensagens

“Eis-me aqui!” vs “Não sinto de fazer isso!”

12 de Julho 2012

“Eis-me aqui!” vs “Não sinto de fazer isso!”

[audio:/eismeaqui.mp3]

Quando convocados para nos apresentarmos para realizarmos determinada tarefa podemos ter duas opções possíveis: ou realizamo-la ou apresentamos desculpas

“Mas, não é justo… como me podes tirar, assim, o meu sonho?… que tipo de Deus é o Senhor?… mas, eu amo-o tanto!!!… eu não consigo, é sangue do meu sangue” e as desculpas que poderíamos articular para Abraão, naquele momento em que Deus lhe pedia o seu filho Isaque em sacrifício, são, de facto infindáveis, mas nunca passariam disso, de desculpas.

Mas, há coisas que não mudam e a maior parte delas são as que se prendem à natureza humana. Observamos isso pelas respostas (desculpas) mais comuns da parte de muitas pessoas no momento em que Deus as chama para o sacrifício e que são as seguintes: “Não SINTO no meu coração de fazer isso… não tenho condições… Deus sabe da minha situação…”

No entanto, por um curto espaço de tempo, coloque-se nas sandálias de Abraão e concentre-se no momento em que Deus lhe deu uma ordem, dizendo: “Toma agora o teu filho; o teu único filho, Isaque, a quem amas; vai à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto (ou seja: amarra as mãos e os pés de Isaque, corta-o em pedaços e depois lança fogo nos pedaços até que sejam reduzidos a cinzas… Isto é o holocausto) sobre um dos montes que te hei-de mostrar” (Génesis 22.2).

Qualquer um pode concluir que Abraão não SENTIA VONTADE NENHUMA de fazer aquilo não é? E que pai SENTIRIA vontade de fazer semelhante monstruosidade? Pelo contrário, com certeza ele sentia vontade de dizer umas quantas palavras a Deus sobre como aquilo não estava certo, no entanto, a reação de Abraão foi extraordinariamente espetacular, porque ele agiu pela obediência à VOZ de Deus (fé inteligente) e não pelo que SENTIA, que eram duas coisas completamente diferentes.

Humanamente falando, ele não tinha condições de fazer aquilo, posto que, perdendo o seu único filho legítimo, poderia dizer adeus à descendência que tanto queria… porém, mesmo assim o fez, superando e contrariando as suas VONTADES/SENTIMENTOS. Em todo o processo, Abraão nunca deu a desculpa favorita de muitos, que é: “DEUS SABE!” e, falando nisso, quem foi o inventor dessa frase, aparentemente, “inocente”, “sincera” e “inofensiva”, mas que, quando usada em situações como esta, apenas tenta disfarçar dúvidas escondidas?

A primeira vez que esta expressão foi usada está em (Génesis 3.5), numa circunstância que nada tem a ver com a que o ser humano se habituou a dar-lhe! Por isso, de cada vez que pensar dar a desculpa “Deus sabe!”, saiba que Ele sabe sim, que muitos de nós usamos o que for necessário como “desculpa”, até mesmo O próprio Deus.

Pr. James Alves


14 comments
  1. Este artigo é bastante pertinente! Nós temos sempre tendência para encontrar "desculpas" para não sacrificar... porque o sacrifício dói, rasga a nossa alma, o nosso ser. Não apenas o sacrifício monetário... quantas vezes, nos esquecemos de acompanhar o sacrifício monetario (que já de si é difícil), com os outros dois sacrifícios : o físico (através de jejum e oração) e o espiritual (negando a nossa vontade, o nosso orgulho, a nossa vaidade, o nosso eu)??? Quando conseguimos fazer o SACRÍFICIO PERFEITO é certo que a resposta virá... depois de passarmos dificuldades e tribulações. Infelizmente, a nossa natureza humana cega-nos. A nossa carne pede e nós deixamos de atender ao que o Espírito orienta... quando isso acontece, não vemos resultado e toda a obra das nossas mãos é infrutífera. Porque o que fizémos não doeu, não sangrou - ainda que tenhamos colocado todo o nosso salário no altar e estejamos a passar dificuldades, o aroma do sacrifício não vai subir até aos céus, porque não foi perfeito. Hoje entendo isso, pois tive várias Fogueiras Santas em que apenas fiz a parte monetária e esqueci ou neguei a Deus as outras... a minha fé estava a esmorecer a tal ponto que já nem acreditava mais na Fogueira Santa. Até prometi a mim própria que NUNCA MAIS faria uma..."porque não valia a pena", ..."porque Deus não me ouve"..."porque já fiz tantas, mas a minha resposta não veio até agora", ..."porque não resulta para mim, só para os outros"... e outras tantas "desculpas"... Mas ganhei coragem e resolvi dar uma oportunidade a mim própria e acredite, nunca como nesta Fogueira Santa, senti tão fortemente a DOR... também nunca, como nesta, tive a certeza absoluta que o meu clamor chegou aos ouvidos do Pai e que o que nunca vi acontecer, vai acontecer! Porque desta vez, sacrifiquei verdadeiramente o meu Isaque - tudo de mim e, principalmente, o meu maior Sonho. Só o facto de finalmente eu conseguir entender o que fiz de errado até agora e porque razão Deus não atendeu as outras vezes que participei em Fogueiras Santas já é o Verdadeiro Milagre, e agradeço muito a Deus pelo Seu cuidado em ajudar-me a entender. O pedido que Lhe fiz - ser a própria Benção e voltar a acreditar n'Ele - já começou a acontecer e estou mais que feliz por isso!

  2. adriano Merces

    Abraão não tinha vontade de oferecer seu filho Isaque EM HOLOCAUSTO, isso é verdade, quem teria tal coragem para o fazer? mas o propósito do Criador não é que nós façamos a nossa vontade mas sim a DEle afim de que o Seu reino seja implantado em nossos corações e foi isso que Abraão fez e por conta de sua obediência, coragem e deposição se tornou Pai da Fe

  3. Juliano - Estoril

    Fortissimo Sr. BP. Eu ja fui como Lo, e posso dizer que estava a perder tudo o que tinha conquistado atraves da fe e so estava a atrasar a bençao que Deus tinha para mim. Foi preciso perder o que eu pensava que mais amava neste mundo, para eu me revoltar e olhar so para Deus e po-Lo em primeirissimo lugar na minha vida. E ai eu nasci de novo.

  4. Jorge Silva - Mercês

    Aqueles que se deixam levar por aquilo que sentem no seu coração se tornam reféns dele próprio , pois esta escrito que "o coração é enganoso" , vemos que Abraão não se deixou levar pelo sentimento de pai e fez como Deus determinou . A resposta todos sabemos , o mesmo acontece nos dias de hoje , a resposta nós temos visto no mais de 100 milhões de casos verídicos das pessoas que já deram "caras" nos meios de comunicação nos 181 países onde o Centro de Ajuda está esbelecido .

  5. Clenilda Salomão (Rio de Mouro - Portugal)

    Boa noite bispo O que mais podemos dizer ??? FALTA POUCO ......... E eu tenho certeza da resposta , Só tenho pena de quem não viu a opotunidade passar . Na revolta

  6. ana paula hofmann

    ola bispo, infelizmente esta tem sido a realidade de pessoas estarem dando desculpas na hora de agir a fé. o fato é que estão conformadas e acomodadas com a vida que levam. Por um lado vemos pessoas que agem pela emoção e vivem com sua fé neutralizada conseqüentemente suas vidas ficam amarradas. E por outro vemos pessoas que usam a fé abraâmica sem sentimento e alcançam a realização de seus sonhos!

  7. Antonio Sebastiao

    Não tem como vivermos num mundo como este sem que o sacrificio faça parte da nossa vida! Sem ele como realizar os nossos sonhos e sermos a propria benção se negarmos o nosso tudo para o autor e consumador da fé.

  8. yurely chirino (Venezuela

    Es cierto debemos escuchar la voz de Dios y no colocar excusas a las cosas que el nos pide o nos manda hacer así como Abraham obedecerlo, es cierto a veces cuando no queremos hacer las cosas la excusa perfecta es "Dios sabe"

  9. MAIGRET

    Buenas Tardes!!! Dios sabe todas las cosas, por eso mismo nos manda a sacrificar, porque el más que nadien conoce la situación en la que estamos y solo él através del sacrificio puede cambiar la historia de nosotros

  10. Rúben P - FJ Mercês

    Abraão não sentiu nada, agiu com o seu tudo.

  11. Karine Borba

    Olá Bispo Julio. Com toda certeza Abraão foi um exemplo de fé... de verdadeira confiança em Deus, e hoje temos a oportunidade de sermos como Abraão, nos lançando de fato e de verdade sobre as maos de Deus !!! Um Abraço

  12. Nicola Scagliarini - Ilha Faial

    observamos que ao decorrer desses anos todos na iurd , todos que deram desculpas continuarão a sofrer , nos ja confiamos em tantas pessoas nesse mundo e fomos enganados , frustrados , envergonhados, Deus so pede uma oportunidade, pois como vemos no passado Deus nao falhou na vida de Abraão e dos demais , hj temos milhares de testemunhos que mostram o mesmo nos dias atuais, inclusive eu sou um desses testemunhos. E tudo pelo tudo de Deus quem esta nessa fé bem aventurado é .

  13. Eloisa Pina - Força Jovem Rio de Mouro

    É verdade Sr. Bispo! Muitas vezes nos desculpamos com as circunstâncias para não fazer o sacrifício e aí o que acontece é que, se não sacrificamos para Deus, cedo ou tarde o iremos fazer para o diabo. Para sacrificar temos de ignorar os nossos 5 sentidos e apenas dar ouvidos ao 6º Sentido, só assim poderemos tomar posse das promessas de Deus para a nossa vida! Na Fé

  14. Susana Ribeiro - FJ Imperio

    Abraão não falou, não disse nada a ninguém nem sequer com a sua própria esposa ele partilhou o sacrificio que ia fazer, apenas obedeceu e creu que mesmo sacrificando o seu unico filho Deus não iria deixar de o abençoar e de realizar o seu sonho. Abraão não deu desculpas nem deu oportunidade a ninguém de matar a sua fé apenas confiou em Deus. Assim temos que agir colocar a nossa confiança em Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.