Mensagens

Edifícios de Deus

3 de Setembro 2016

Edifícios de Deus

Líquido ou sólido… o espírito também se alimenta e recebemos o mesmo de acordo com a nossa própria condição: se carnal ou se espiritual…

“Eu, porém, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, e sim como a carnais, como a crianças em Cristo” (1 Coríntios 3.1).

Quer dizer, estas pessoas a quem Paulo se dirige são de Jesus? São! Mas são crianças. Foram batizadas nas águas? Sim! Mas não foram Batizadas com o Espírito Santo e por isso ele as chama de “carnais” e de “crianças”. E porquê crianças? Porque as crianças são a fonte de fantasias, emoções e sentimentos, e chegam a ser tão ingénuas que, na maior parte das vezes se deixam levar pelo que veem e ouvem, mas isso acontece precisamente por não terem ainda atingido a idade da maturidade que, espiritualmente falando, simboliza a maturidade espiritual, o Batismo com o Espírito Santo e com o Fogo.

“Leite vos dei a beber, não vos dei alimento sólido; porque ainda não podíeis suportá-lo. Nem ainda agora podeis, porque ainda sois carnais” (1 Co 3.2). O “leite espiritual” são as Promessas, que motivam, que despertam a fé, trazem para o ouvinte ânimo, disposição para buscar. Já o Alimento sólido, são os Mandamentos, a Disciplina e as Profecias.

– O leite é “venha o Teu Reino” e o Alimento sólido é “seja feita a Tua Vontade”.
– Todos querem o Reino de Deus, agora, fazer a Vontade d’Ele, que faz com que o Seu Reino se cumpra, poucos o fazem, porque poucos são adultos na Fé.
– E o que é ser carnal? É dar atenção às coisas da carne, é dar atenção aos sentimentos, emoções, às suas necessidades físicas, passageiras e desprezar, ignorar, as suas necessidades espirituais e Eternas.

“Porquanto, havendo entre vós ciúmes e contendas, não é assim que sois carnais e andais segundo o homem?” (1 Co 3.3).

Com ciúmes, intrigas, contendas, a pessoa mostra que anda, está na carne, que anda segundo o homem carnal, que é infantil, egoísta, emotivo, híper sentimental. Este homem carnal é o próprio “eu”. Já o homem espiritual é sincero, humilde, maduro, tem discernimento, sabe quem ele era, quem ele é e quem Deus Quer que ele seja! O que ele fazia, o que ele faz e o que Deus Quer que ele faça! Aonde ele estava, aonde ele está e aonde Deus Quer que ele esteja – servindo ao próximo sempre! A isso chama-se de HOMEM ESPIRITUAL!

“Quando, pois, alguém diz: Eu sou de Paulo, e outro: Eu, de Apolo, não é evidente que andais segundo os homens? Quem é Apolo? E quem é Paulo? Servos por meio de quem crestes, e isto conforme o Senhor concedeu a cada um” (1 Co 3.4-5).

Quer dizer, Deus deu a Fé a cada um, para que esta Fé n’Ele lhe trouxesse Libertação, Arrependimento, Salvação e Batismo com o Espírito Santo, condição esta essencial para que você seja provado e aprovado sempre, que te proporcionará maturidade espiritual, para que você não siga a carne, o homem (Sentimento, emoções, fantasias, fraquezas…), mas siga ao Espírito Santo (Fé-consciente, discernimento, temor, maturidade, espiritualidade), ao Senhor Jesus.

“Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus” (1 Co 3.6).

Então, um evangeliza, o outro liberta, o outro batiza nas águas, o outro ensina, mas quem Batiza com o Espírito Santo e Salva? SOMENTE O PRÓPRIO DEUS! E Ele o faz para que essa pessoa cresça, amadureça, desenvolva, saia do estado de “mendigo” e passe para o estado de Filho de Deus, saindo assim do estado de criatura e passando a ter a Imagem e a Semelhança do Deus-Vivo.

“De modo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento” (1 Co 3.7).

E pela segunda vez, lemos a palavra “crescimento”. Você tem que crescer, desenvolver, amadurecer, tem que aprender a cobrar de si mesmo este crescimento!

“Ora, o que planta e o que rega são um; e cada um receberá o seu galardão, segundo o seu próprio trabalho. Porque de Deus somos cooperadores; lavoura de Deus, edifício de Deus sois vós” (1 Co 3.8-9)

O Espírito Santo deixa bem claro que a pessoa que é “criança na Fé”, não se torna “edifício de Deus”, pois este edifício simboliza uma fundação profunda. Uma vez que, quanto maior, mais alto for o edifício, mais profunda terá que ser também a sua fundação. Já a pessoa que amadurece, torna-se “edifício de Deus”, instrumento para Sua Glória.

Por exemplo, no livro de Mateus, Jesus fala sobre os dois fundamentos, lembra?
A casa edificada sobre a areia: quando cai a chuva, transbordam os rios, sopram os ventos e dão com ímpeto contra aquela casa, ela desaba e é arrastada pela correnteza e grande é a sua ruína.
– Já a casa edificada sobre a rocha: quer dizer, o sacrifício, a obediência, constância… quando cai a chuva (problemas), transbordam os rios (tribulações), sopram os ventos (perseguições) e dão com ímpeto contra aquela casa, ela permanece.

Isto significa que um “edifício edificado por Deus” é uma pessoa Batizada com o Espírito Santo, que, independentemente das suas conquistas, títulos, conhecimentos, posição, não é infantil, não é mendiga, mas adulta, madura na sua Fé e Relacionamento com o seu Deus-Pai!

Te vejo na Universal ou nas Nuvens!
Bjf

Anterior

Pensamento do dia

Seguinte

03 setembro


8 comments
  1. anna paula

    Muitas pessos não querem sacrificar suas vidas para Deus, querem simplismente que Deus as abençoe mas não quer fazer sua parte..

  2. Muito Forte vejo o quanto Deus cuida da gente, cada postagem é um aprendizado para a minha vida Espiritual.

  3. cassio de jesus silva

    excelente ,enquanto lia me analizava e pude perceber qual era minha condição espiritual.

  4. Elizete Chinaide

    Magnificas revelacoes.

  5. barbara rosa agostinho

    MUITO BOA A MENSAGEM SR. BISPO

  6. obrigada Sr Bispo esta paavvra foi forte me fez acordar precisav disso

  7. Emerson Ferreira

    Particularmente essa é pra mim a passagem mais importante do evangelho de Mateus, pois trás para nós leitores a principal característica de Deus e o principal preceito de Seu Reino. A Justiça! Nas sagradas escrituras sempre é reforçada a ideia de duas opções: Servir a Deus ou não servir. Entrar na porta estreita ou entrar na porta larga. O que o ladrão veio trazer e o que Jesus veio trazer. Edificar a casa sobre a rocha ou edificar a casa sobre a areia. E em todas essas opções, terá o justo julgamento de Deus, pois Ele julga baseado na sua própria Justiça. Isso nos faz entender que quem decide como será o nosso destino, somos nós mesmos, baseado nas escolhas que fizemos aqui na terra.

  8. Antonio Carlos

    Bom dia bispo, temos q nos libertar das emoções ,fantasias, preocupações com as coisas terrenas,e nos dedicar e aplicar toda a nossa força em fazer a Vontade De Deus,tenho me cobrado,tenho me empenhando, tenho certeza q vou ser um homem espiritual, estou lutando com todas as minhas forças para alcançar a plenitude de minha libertação, pois almejo acima de tudo o meu encontro com Deus,o batismo com o Espírito Santo, as mgs q o senhor posta tem me ajudado muito, q Deus abençoe o senhor bispo Júlio.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.