Mensagens

DESCOBRI O MOTIVO DE TANTA RESISTÊNCIA

3 de Abril 2018

DESCOBRI O MOTIVO DE TANTA RESISTÊNCIA

Há algum tempo atrás, um fato muito interessante me ocorreu!

Ao terminar o culto de uma quarta-feira, percebi que uma senhora que entrou no meio da reunião, continuou onde estava, sentada no fundo da igreja.

Fui até ela e perguntei se estava bem; ela, com um sorriso no rosto, disse que sim, mas que havia entrado muito angustiada e oprimida, e que foi atraída pelo louvor que estávamos cantando, e que agora estava se sentindo muito melhor.
Foi quando ela perguntou que igreja era essa, que eu respondi: Universal!

De imediato, ela se levantou e disse: Essa é a igreja do “Edir Macedo”? Não acredito que entrei aqui! Na hora mudou seu semblante e saiu sem querer conversar.
Bom, para nós que somos da fé, sabemos que o mal agiu. Mas esses dias estava lendo um artigo numa revista de neurociência que me chamou a atenção e me fez lembrar dessa senhora.

Uma constatação neurocientífica que dizia que “o cérebro não gosta de pensar”. Porquê? Porque pensar além de ser difícil, gasta muito tempo e energia.

Todas as vezes que nos deparamos com alguma situação que nos exige pensar, o nosso cérebro (para não pensar) corre para a zona de conforto dele chamada de “memória de longo prazo”.
Esta memória é aquela que guarda informações que já sabemos e o nosso cérebro, antes de pensar, sempre procura na memória informações que já conhecemos. É aí que está o problema da resistência! Quando permitimos isso, deixamos de pensar em coisas novas, mudar conceitos errados, aprender mais coisas, para então repetir aquilo que já está armazenado (arquivado) na memória de longo prazo.

Essa comprovação pela neurociência é recente.
Vários testes foram feitos, inclusive um teste cego com duas marcas de refrigerante conhecidas, a Coca-Cola e a Pepsi.
Quando o experimentador bebia o refrigerante sem ver a marca, a maioria escolhia a Pepsi como a mais saborosa. Quando a marca era visível, a maioria escolhia a Coca-Cola.
Bom, todos sabem muito bem que o que não falta para a Coca-Cola é marketing.

Devido a isso, cheguei à conclusão de como o mal trabalha, e o porquê da mídia ter investido tanto contra a imagem do bispo Macedo e da Igreja Universal.
O que tem de “cérebros preguiçosos”, que se recusam a pensar, diante de tantas provas incontestáveis do trabalho sério da Universal, e o bem que ela tem feito a tanta gente. E o que falar do bispo Macedo que, de rejeitado, caluniado, difamado e injustiçado, deu a volta por cima, provando sua inocência, e se tornando um líder admirável e respeitado.

Agora, gastando um pouco da energia do meu cérebro, entendi o porquê da reação daquela senhora.

Que todas as pessoas que tenham em sua “memória de longo prazo” arquivos negativos do Bispo Macedo e da Igreja Universal, tenham a oportunidade de assistir o filme “Nada a Perder “ e reprogramarem suas mentes!

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus” (Romanos 12.2)

Bispo Cláudio Lana

Anterior

2 abril

Seguinte

3 abril