Mensagens

Contribuição valiosa

1 de Agosto 2014

Contribuição valiosa


“Mesmo que você tenha alcançado o sucesso, nunca deve esquecer que foi por meio do uso da Fé-inteligente no Deus-Vivo, e quem lhe acompanhou de perto como Obreiros, familiares, Pastores, aqueles que, agindo à sombra (orando, ouvindo, motivando, jejuando) contribuem para mantê-lo na posição que você obteve.”

Um dos grandes motivos para o declínio das pessoas bem-sucedidas é a fraca memória ou melhor dizendo, o “esquecimento”. Mas, que tipo de “esquecimento” será este? Será das contas para pagar? Dos projetos por cumprir?… não, é algo mais profundo e de amplitude muito superior…



Significa esquecer-se de onde a pessoa veio, quem a ajudou na sua escalada para o sucesso, dos seus valores, etc…. e para quem julga que esta necessidade de “lembrança” não passa da ‘história da carochinha’, asseguro-lhe que é determinante para que você se mantenha na posição que obteve!



Em primeiro lugar, aquele que não se esquece de quem o ajudou, habitualmente, é grato e reconhece, valoriza os seus pares e, especialmente, ajuda quem se encontra em situação inferior à sua.



Já aquele que tem uma “memória seletiva” e rapidamente se esquece do passado e de todas as pessoas que fazem parte do mesmo, acaba por perder os seus valores (se alguma vez os teve), torna-se ingrato, avarento, ganancioso, desmedidamente ambicioso e com um futuro nada auspicioso.



Pense nisto…


[floatquote]Havendo-te, pois, o SENHOR, teu Deus, introduzido na terra que, sob juramento, prometeu a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó, te daria, grandes e boas cidades, que tu não edificaste; e casas cheias de tudo o que é bom, casas que não encheste; e poços abertos, que não abriste; vinhais e olivais, que não plantaste; e, quando comeres e te fartares, guarda-te, para que não esqueças o SENHOR, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão. O SENHOR, teu Deus, temerás, a Ele servirás, e, pelo Seu Nome, jurarás.” (Dt 6.11-13)[/floatquote]
 

Deus é contigo e eu também!
Bjf


13 comments
  1. Ailton cordeiro

    Bom dia Bispo Julio é a todos, É uma pura realidade eu tenho que sempre lembrar de onde sai, que Deus não olhou para os meus pecados, nem para as minhas e a Limitações e a igreja Universal os bispos e pastores que teve paciência de mim ajudar e quando para para analisar tudo isto eu vejo que não tenho feito nada de ante do que Deus e a igreja fez pro mim. Deus abençoe mais e mais o senhor é a sua família bispo.

  2. silvia cumbana

    Bom dia , a ingratidão para mim e um dos piores defeitos no ser humano, e isso não é só na igreja até no dia a dia as pessoas têm sido muito ingratas pelo esforço q voce tem feito por elas

  3. Antonio Sebastiao

    Realmente Bispo é bem verdade o que está escrito; Em primeiro lugar, aquele que não se esquece de quem o ajudou, habitualmente, é grato e reconhece, valoriza os seus pares e, especialmente, ajuda quem se encontra em situação inferior à sua. Quando somos gratos aos que nós ajudam não nós sentimos bem como agradamos ao Criador.

  4. Micael Ferreira - FJE - Centro | Alcobaça

    Boa noite, esse tem sido o problema de muitos, começam a lutar e conseguem alcançar o que pretendem, mas depois firam as costas para Deus, esquecem de onde Deus os tirou. Obrigado pela mensagem, Deus abençoe.

  5. Carlos

    Boa tarde bispo. Existe uma expressão popular que exemplifica o que o sr escreveu, "cuspir no prato onde comeu". É triste ver alguém que chegou ao Centrop de Ajuda um dia com a vida destruída, desprezado pela família e sociedade, desacreditado de tudo e de todos e recebeu saúde, libertação, restauração... alguém creu nela e a ajudou. Deus mostrou que Ele é na vida dessa pessoa e depois, a troco de nada, a mesma "esquece" o que Deus fez por ela e se afasta dEle e acaba jogando por terra tudo o que o Deus Vivo lhe tinha dado. Mas por outro lado, há os que demonstram a sua gratidão todos os dias, não apenas mantendo o que Deus lhes deu, mas até mesmo ajudando a outros a alcançarem o mesmo que ela.

  6. Boa tarde bispo, a "ingratidão" é um sentimento de injustiça, pois o mínimo que a pessoa que foi ajuda deve ter é "gratidão", por aquele por quem foi ajudado. Eu creio que a pessoa que ajudou, não o fez esperando reconhecimento, ou algo em troca, mas como é duro ver a quem não tinha nada (ou tinha muitos problemas) se esquecendo de onde saiu, e de quem a ajudou. Deus abençoe o sr. ainda mais. E obrigado pelo cuidado!

  7. Joana - FJE Centro Alcobaça

    Boa tarde Bispo, quando uma pessoa se esquece de onde veio, de onde Deus a tirou, demonstra ser ingrata e que se afastou de Deus. Por conseguinte, Deus deixa de agir na vida dela. Só quando a pessoa reconhece esse erro é que Deus pode voltar a dar-lhe ouvidos. Que Deus o abençoe.

  8. Fabio Medeiros

    Temos que considerar a DEUS!

  9. Susana Fernanda Cunha Rio Tinto

    É muito importante nunca esquecermos o que eramos e o que somos, no que nos tornamos por meio da Fé, orações, jejuns e motivações e do praticar. Para quê desejar tudo isso se for para esquecer! Deus abençoe o seu ministério!

  10. Luis Cardoso - Cabo verde

    Bom dia Bispo, infelizmente isso é uma realidade desde dos tempos antigos como mostra no verciculo citado,por isso que todos na vida tem que passar por varias provas, sejam os que estudam, seja no desporto, empresas,e na vida, enfim as prova e os sacrifícios faz como que a pessoa amadureça e não caia no esquecimento. Obrigado. saudações.

  11. Fernando Gomes - Açores - Terceira

    Bom dia Bispo Júlio, infelizmente na história do povo de Israel sempre esteve presente a ingratidão da maioria das pessoas em se lembrarem de onde eles saíram, de como eram e de quem os tinha Salvado; como por exemplo quando saíram da escravidão de mais de 430 anos e depois murmuraram; e sempre alguém com Temor trazia de volta a Glória de Deus; mais tarde sempre caíam de novo e vinha o sofrimento de novo. Até na época do Senhor Jesus os 10 leprosos foram curados e só um veio agradecer, que ingratidão. Por isso esta Palavra que o Senhor nos está a dar faz-nos dobrar os joelhos e reconhecer que não somos nada e de onde o Senhor nos tirou... Muito Obrigado

  12. Daniel

    Bom dia bispo Esquecer aqueles que nos ajudaram a tempo atraz seria desprezar a base, o princípio de nossas superações! Devemos sim dar valor a esses princípios e fazer o mesmo com os que se encontram sem base, aflitos ! Ajudá-los a superar seus medos, traumas,etc... Devemos manter vivo esse espírito para dar continuidade ao que se começou lá atrás por alguém. E assim vai....

  13. João Marques (Portugal)

    É muito verdade.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Siga-me no Facebook

Facebook Pagelike Widget