Mensagens

Boa atriz mas uma péssima obreira (2ª Parte)

7 de Outubro 2011

Boa atriz mas uma péssima obreira (2ª Parte)

“Desde que me conheço por gente sempre fui uma pessoa triste. Quando criança era débil, nada me alegrava, mas à frente dos outros era alegre, bem disposta e aos seus olhos era, supostamente, uma criança considerada “normal”, mas dentro de mim havia um vazio que me consumia.

Dei-me conta da minha tristeza a partir do momento em que fui para a escola, onde sentia inveja de todas as crianças que tinham pais, pois eu nunca cresci com os meus, então, por isso, sentia-me diferente, frágil, carente e por todos estes motivos sentia vontade de morrer. Queria deitar-me e nunca mais acordar, para não ter que viver todas as minhas frustrações mais um dia.

Cada dia, para mim, era uma frustração e assim fui crescendo, o mais incrível disto tudo é que eu já estava na Igreja, conhecia a Palavra de Deus, frequentava a escolinha, mas a Palavra de Deus só fazia efeito em mim dentro da Igreja, porque assim que saía para a rua era como se tudo o que tinha sido ensinado fosse esquecido na totalidade.

Tornei-me tia da escolinha e ensinava às crianças o mesmo que um dia aprendera. Aparentemente, eu era um exemplo a seguir, mas era algo superficial, pois dentro de mim continuava a “guerra interior”. Ir à Igreja era uma forma de me distrair, porque não pensava em mais nada, já que tudo o que me pediam era bem feito e por isso acredito que conseguia impressionar pastores, obreiros, etc.

Passado dois anos fui levantada a obreira e foi aí que o meu mundo ruiu… aceitei, pois  não tive coragem de dizer que não queria ser, já que no fundo sabia que a minha vida era uma ilusão. Por outro lado, sabia que se não aceitasse ser obreira a minha família ia achar que eu não estava bem, iriam julgar-me e ficaria mal vista por todos, pois naquela altura o sonho de qualquer jovem era ser obreira e casar com um pastor.

E, assim, deixei-me ser levada pela mesma maré, o que ficava bem fazer aos olhos dos outros eu fazia, pois tinha uma necessidade enorme de que as pessoas gostassem de mim. Então, para isso acontecer, anulava a minha vontade, chegando até ao ponto de deixar de fazer o que estava certo para poder agradar aos outros. Sabendo o que sei hoje, deveria ter tomado logo a decisão certa, a de não aceitar ser obreira sabendo que dentro de mim não tinha condições de o ser, poderia ter evitado tanta dor.

Era uma jovem mentirosa, cheguei várias vezes a sentir inveja das minhas colegas por terem namorados, por saírem à noite, frequentarem discotecas, terem uma vida sem regras: eu queria ser como elas. Ninguém poderia imaginar o se passava realmente comigo, porque eu fingia muito bem, era uma boa actriz.

Assim foram passando os anos, sem novidade de vida, estava cada vez pior, queria encontrar culpados para a minha situação, mas eu era a única responsável por não me entregar de facto e de verdade nos braços de Jesus.

Até que um dia tentei o suicídio, porque vivia sufocada, sentia-me fisicamente cansada com o esforço que fazia para fingir ser feliz. Com a tentativa de suicídio vi que me tinha sido dada uma 2ª oportunidade de viver, pois não tinha ficado com sequelas. Depois do susto, tentei entregar-me a Jesus, tentei ser uma pessoa diferente, mas as coisas do mundo cativavam-me, tinham uma força enorme sobre mim e só conseguia ser forte dentro da Igreja… bom, mais uma tentativa falhada, pois continuava na mesma quando vestia o uniforme: sentia-me linda por fora, recebia muitos elogios, mas por dentro a podridão tomava conta de tudo, era como se tivesse duas pessoas no meu interior, por um lado queria ser uma Mulher de Deus e por outro uma mulher do mundo e, sem dar conta, esta apoderava-se cada vez mais de mim…

Nas minhas orações sentia vergonha, porque sabia que podia enganar a todos, mas jamais a Deus, então, a maior parte das minhas orações eram de humilhação. Pedia perdão a Deus como se fosse o último dia da minha vida, mas eu própria não me perdoava. Cada dia que passava era um peso para mim, pois desejava muito as coisas deste mundo, até que não pude fingir mais e abri o jogo para a minha irmã. Ela aconselhou-me a falar com o pastor para eu sair de obreira, para o meu bem, pois só estava a destruir a minha vida e cada dia que passava ela temia pela minha salvação….

E assim foi, depois de uma semana de muita luta fui falar com o pastor e o conselho dele foi o mesmo. Nesse dia saí de obreira e vou ser muito sincera, pensei em consertar-me e consertar a minha vida só nos primeiros minutos depois de falar com o pastor, porque no meu coração senti a liberdade de poder fazer o que eu quisesse, pois já não tinha “o peso de ser obreira” e, então, aconteceu a minha destruição.

Fiz de tudo um pouco, fumei, namorei, fui a discotecas, mentia, transformei-me numa pessoa rude, mal educada, rancorosa, queria curtir a vida ao máximo, bebi, tive relações sexuais e o que antes dizia para as minhas colegas que nunca iria fazer, pois assim aprendera em casa e na Igreja, quando me vi na situação não quis saber nem de Igreja nem educação, parecia que nunca tinha ouvido falar de Deus. Eu era uma vergonha, mas o mais incrível é que eu convidava as minhas colegas para irem à Igreja comigo, pois eu nunca deixei de ir, ou seja, eu tinha esta vida, mas sempre a frequentar a Igreja e ainda ficava chateada com as minhas colegas, quando elas não aceitavam ir.

Esta vida durou quase um ano e na mesma a tristeza continuava a tomar conta de mim. Antes, era porque eu queria conhecer o mundo e ser como eu dizia “uma rapariga normal como as outras”, porque me achava “anormal”, diferente, e até perguntava a Deus nas minhas orações “porquê eu?! Com tanta gente no mundo, porquê o Senhor me escolheu?”. Achava injusto conhecer a Deus e ter que viver no meio de tantas regras, a minha tristeza passou a ser a razão de eu desperdiçar a minha vida, em vez de me agarrar aos braços de Deus.

Por fim, tanta coisa fiz e agora sou mãe, mas até na minha gravidez tive lutas interiores, guerras grandes, culpas infinitas, sentia dor, nojo de mim, daquilo em que me transformei. Punha as culpas em todos, principalmente nos meus pais por me terem deixado. Sentia acusações graves na minha cabeça, tanto que nem votos e nem orações me ajudavam, porque eu fazia tudo na força do meu braço, queria que as coisas acontecessem no meu tempo e não no tempo de Deus, por isso a ansiedade tomava conta de mim… queria morrer… até ao dia em que resolvi mudar, pôr um ponto final na miséria de vida que eu levava desde que me conheço por gente e essa decisão mudou a minha vida, a revolta encheu-me de força e esperança.

Hoje perdoo, hoje sei ouvir e conheço a Deus. Ainda tenho muito para mudar, lutas para enfrentar… mas hoje luto com outras armas, que não a força do meu braço!”

Espero ter colaborado em algo, Bjf


42 comments
  1. C. MANUEL .Garcias

    Ola,bom dia a todos, eu convesso nem sei como vi parar aqui nesta pagina da net. É caso para dizer increvelmente como é que eu mesmo estou aqui ???????? Bom então eu vou falar por mim mesmo. Eu .... também fui obreiro e servi a deus quase 4 anos e faltava me um dia para ser um auxiliar, já tinha ate mesmo falado com o bp. renato maduro lá no imperio. estava tudo certo para fazer a obra de Deus e de repente por causa de sentimentos sai da obra de Deus. é logico que ainda depois de sair da obra de Deus ainda fique na igreja mais 2 anos. Depois é logico que não aguentei o barco e como não aguentei o barco fui ao fundo . sai da igreja fui ao inferno, posso dizer que tive mil vezes pior que o renato shutte . ao ponto da minha loucura obrigar a teres relaçoes sexuis com a minha propria cadela, enfim fui operado 2 vezes e uma delas de urgencia . estive com o diabo de cara a cara ele estava esperando por mim , estava a espera que a minha alma saisse do meu corpo para ele levar . Mas passados 13 anos voltei novamente para a igreja . é logico que o meu estado quando cheguei a igreja foi 10 mil vezes pior quando cheguei pela primeira vez . agora estou a libertar me de tudo aquilo que eu no passado fiz quando sai da igreja....

  2. Henrique Varela

    Hola, Sr. Obispo Julio. Pienso que ese testimonio es muy importante para todos, y en especial para los muchos jóvenes que aún estando en la iglesia insisten en vivir su propia vida. Viviendo apenas de conocimientos, distantes de Dios. Pensando que por el hecho de frecuentar un grupo joven, o hasta mismo algunas reuniones que ya están cumpliendo su parte. Y NO ES VERDAD. NUESTRA PARTE SOLO ES CUMPLIDA CUANDO HACEMOS UNA ENTREGA TOTAL. CUANDO TODO QUE SOMOS Y QUEREMOS SER, PASA A SER DE ACUERDO CON LA VOLUNTAD DE DIOS AL 100%.

    • C. MANUEL .Garcias

      Um abraço pr. Henrique felicidades e um abraço. ainda hoje falei com a tua mae , é logico que desta vez já não saio da igreja, há mais de 13 anos que não te vejo ,mas agora estou voltando de novo... Felicidades ............

  3. Gizela

    O nosso maior erro neste mundo é correr atrás do vento pensando que ele nos trará felicidade.... Eu cresci na igreja (graças a Deus)mas isso não quer dizer que nasci e me converti facilmente. As pessoas muito falam dizendo que somos jovens para nos entregamos a Cristo, e muita coisa.. Lembro que até por um momento pensei que estivesse perdendo algo e que tive vontade de experimentar. Tentei e vi que não consigo, não é para mim, passar a noite me desgastando com os jovens (nos vicios). Não sei explicar porque mas não foi necessario chegar ao fundo do poço Ele me resgatou e hoje tenho o prazer de dizer que não vou O abandonar. Mas eu digo e reafirmo não precisamos provar das imundicias do mundo para valorizar a Cristo, mas se necessario Ele achar para a nossa conversão que assim seja. Na fé!

  4. Carleide Lima - Sobradinho (sede) - DF.

    Boa tade, Bp! É bíblico que sempre existirão joio e trigo na Igreja. Podemos enganar todo mundo, só não conseguimos enganar a DEUS. Mais cedo ou mais tarde a máscara cairá.

  5. Daniela

    Que este testemunho sirva pra que coloquemos nossa barba de molho e sejamos bem mais vigilantes na nossa comunhão com Deus. A Obra não pode ser jamais um fardo, ou feita por impulso, ela é Santa, e é impossível a pessoa querer fazer a Obra sem ter estrutura espiritual, sem ser liberta, ter tido um encontro com Deus e sem ter o Espírito Santo. É a base de tudo. Só podemos dar aquilo que temos.É preciso ser NASCIDO DE DEUS.Caso contrário não dará frutos, será estéreo, e coloca em risco a salvação.Muito forte.

  6. Christiane Neres, Teresina/PI.

    Deus procura pessoas sinceras, como mudar a apareência sem mudar o que tá dentro? A mudança sempre deve ser de dentro pra fora, caso contrário, por exemplo, é como se a pessoa quisesse contruir uma casa pelo telhado. Que maravilha essa palavra. Deus lhe abençoe Bispo. Amém.

  7. luana torres

    Não vale apena viver no engano.O engano pode durar um tempo ,dois tempos mais suas consequecias vem a tona mais cedo oa mais tarde

  8. Filipe

    Eu posso enganar os outros parecendo ser de Deus, mas a eu mesmo não !! Uma hora a realidade aparece !!

  9. Wilson / IURD Moita / Portugal

    Ola sr Bispo: O que chamou a minha atenção foi quando ela tinha que decidir a sua vida, e este poder da Decisão é que leva a pessoa ter vida que ela quer ter, as pessoas não pode esque ser que elas tenhem que tomar uma decisão ou para bem ou para mal, Ela tomou uma decisão. Ela decidiu por conta desta atitude esta avendo varias vitorias...

  10. es muy fuerte lo que le paso, pero uno tiene q se verdaderamente sincera con Dios y estar dispuestos a recibir de su ayuda, aprender a depender de Él.

  11. Pr Regis Alves (Estoril)

    A sinceridade neste momento, é a única saída.

  12. geyse

    Este testemunho é muito forte e uma parte da historia dela se entrlaça com a minha eu tinha uma vida dupla dentro e fora da igreja. Mas graças a Deus sou toltalmente Dele e estou disposto aprendo tudo o que Ele tem para mim ensina.

  13. Heidi Morais

    É muito triste sabermos que para alguns obreiros - os não sinceros - a obra de Deus é um fardo pesado. Esse testemunho é um exemplo para aqueles que estão a viver da mesma forma e ainda não tomaram uma atitude de colocar um ponto final a essa prisão. Espero sinceramente que o exemplo dessa rapariga, sirva como oportunidade para aqueles que ainda não conhecem a Deus verdadeiramente.

  14. Georgina Maria Monteiro Stª Cruz/ PE

    Olá!! Bispo Julio muito forte esse testemunho, existe muitas atriz dentro das igrejas enganando a si mesmo por que a Deus nimguem engana,temos que reconhecer os nossos erros e corta esse mal pela RAIZ. Deus abençoi!

  15. Luciana Mendes - Baixa da Banheira

    É muito triste... A pessoa não ser ela própria, não ter uma personalidade definida, ou seja, viver de aparências com máscaras conforme a situação. Cá está, quem não NASCEU DE DEUS (transformação de carácter) jamais poderá ser livre. Infelizmente, existem muitos (membros, obreiro(a)s, pastores e esposas, bispos e esposas)que vivem de aparências, muitos por dentro são totalmente vazio(a)s, (o sr. me desculpe o comentário), com inveja em seus corações e com interesses mundanos, quem tem "olhos" vê, independentemente das máscaras. Mas, este testemunho (como o da Filha do Pastor) pode ajudar e tem como intuito ajudar, claro, quem se quiser ajudar a si próprio. NUNCA SE ESQUEÇA, VOCÊ NUNCA SERÁ LIVRE, SE NÃO NASCER DO ESPÍRITO SANTO. Que Deus nos Abençoe a TODOS ABUNDANTEMENTE! NA FÉ!

  16. Pedro

    Não adianta enganar os outros quando não podemos enganar a nós mesmo. Coisas piores poderiam ter acontecido, um conhecido meu viveu um drama parecido e mesmo dentro da igreja contraiu o virus HIV !!! E agora !!!! Vigiai !!! "Aquele que ganha sua vida perde-la-á e o que perde acha-la-á". Abraços.....

  17. Claudiane Monteiro (Lausanne Suiça)

    Bom dia amiga que escreveu este testemunho, hoje tenho 35 anos e uma vida feliz, mas aos 16 anos de idade também pensei ter me convertido e fui fazer a obra de Deus, passei por tudo o que vc passou mas fazem 16 anos que voltei e fiquei firme, nasci de novo e conheci de fato o Sr. Jesus, minha vida mudou, digo com todo amor e carinho do meu coração por vc mesmo sem te conhecer, Deus provou que nos ama nos perdoando, agora perdoe-se e vamos em frente, o SENHOR ESPIRITO SANTO disse. '' Eis que Faço novas todoas as coisas''. Somos como o diamante quando é encontrado, uma pedra bruta,suja, e feia assim que é tirada da terra, mas depois o diamante passa por vários processos de lapidação, limpeza, fogo, e tudo mais, até se tornar uma verdadeira joia indestrutivel. Um forte abraço amiga.

  18. João Marques (Portugal)

    Temos que nos policiar a nós próprios. Há tanto coisa que nós temos que mudar.

  19. Jardene Cândido

    Muito forte esse relato, mostra que temos que vigiar a cada instante para que nos não venhamos nos afastar da presença de Deus que é a coisa mais importe que o ser humano pode ter.

  20. carla angelo- Leiria -Portugal

    Ola boa noite bipo é verdade nao pedemos viver de aparencias,só para agradar os outros. Temos que ser sinceros, verdadeiros, connosco mesmo, com os outros tambem, mas principalmente com Deus.È uma boa liçao esta mensagem vou aguardar pelo final da mesma. Que Deus o abençoe

  21. angélica ramalhete

    Muito forte! Vai despertar e cair a ficha de muitos obreiros que não são nascidos de Deus para acordar para realidade de suas vidas. Às vezes é melhor ser um membro no céu do que um obreiro no inferno. É muito triste essa situação. Estou na expectativa para o desfecho dessa história. Que Deus abençoe!!!

  22. Érika RIO DE JANEIRO

    Nossa a que ponto essa moça chegou!

  23. Elisabeth Soares / Pinhal Novo

    Boa noite sr. Bispo, muito forte também vou estar atenta ao desfecho.É verdade que às vezes as pessoas preferem esconder do que afrontar com a verdade,por isso muitas vezes levam-me de rebelde, sempre falo com respeito mas não vou fazer só por alguém diz que é assim... primeiro verifico se é de Deus ou não, se vou em primeiro agradá-Lo ou não. Que Deus conte sempre com o senhor para nos orientar da Verdadeira vontade de Deus. Obrigado e Deus abençoe

  24. Não sei como terminará a história, mas as pessoas precisam ser mas firmes e sinceras sem medo de ofender, pois não podemos esconder nada de Deus, Ele nos esquadrinha, isso é fato, mas acredito que a pessoa tenha amadurecido e aprendido, mas tenho a certeza que esta história terá um final feliz, ou se não nos servirá de exemplo.

  25. Clementina

    O testemunho desta jovem, fez-me lembrar que um dia eu fora como as suas amigas. Não era obreira, mais ia a discoteca a sexta-feira e no domingo estava na igreja. Graças a Deus que mudei o meu coração, porque discoteca nem quero ouvir falar. Fico a espera do final.

  26. Maria do Céu /Almada

    Olá Bispo, esta história nos alerta de quanta sabedoria é que sejamos verdadeiros, sinceros, pois somos os primeiros beneficiados e para além disso nada fica oculto aos olhos de Deus. Mto Obrigada. Deus abençoe.

  27. Olá Bispo! Muito forte esse relato! estarei acompanhando amanhã.

  28. GEICIANNE BRASIL

    Nossa muito forte! Infelizmente, temos muitas obreiras(o) assim no nosso meio.., que nao nasceram de Deus e querem fazer a Obra de qualquer jeito. Espero que a Historia dessa ex-obreira possar ajudar muitos daqueles que desejam servir a Deus, que e uma Obra tao maravilhosa!, mas tambem tem seus espinhos, nada que o Espirito Santo e O Nosso Amado Jesus estando do nosso lado, nos ajudando sempre.. Resolva os nossos problemas, e assim vencendo dia a apos dia,.

  29. valquiria

    pois devemos ser sinceros xq o diabo se aproveita dessas situaçoes para intimidar muitas pessoas a nao dizer q nao por medo vergonha por medo de q as pessoas pensem isso ou aquilo dela e assim acabam aceitando aquela proposta,e ali esta o laço pois acabam la na frente sendo frustrada ahiesta a necesidade de ter o Espirito Santo pois Ele e a certeza.Deus abençoe o Sr e essa moça q pela sua sinceridade hoje vai estar ajudando a muitos q talves estao na mesma situaçao,e nao se animan a falar

  30. está lição eu tambem aprendi, mas naum cheguei a esse extremo de tentar o suicidio pois abri meus olhos e pela miséricordia de Deus eu pude ver que está me engando, até que decidi mudar drasticamente e ser sincera naum apenas com Deus mas acima de tudo comigo mesma !!! há 1 ANO EU NASCI DE NOVO!!! ISSO MESMO EU NASCI DE NOVO!!! JOJE POSSO DIZER QUE VERDADEIRAMENTE EU PERTENÇO AO SENHOR JESUS!!! A SINCERIDADE MUDA, TRANSFORMA E LIBERTA!!! UM ABRAÇO OBREIRA ALETHEYA FABIULLA B JERONIMO

  31. Fatima e Paulo Marques(Portugal-Cenaculo Espirito Santo Chelas- Lisboa)

    Muito forte,temos que ser sinceros connosco, e acima de tudo com Deus, para Deus o que conta é o que sou, e não o que faço. Deus abençõe a todos.

  32. kelcya Katianne

    eu ja fui assim so nao cheguei a ser obreira ,mais fui educadora da ebi.foi um inferno ate que um dia a mascara caiu.e graças a Deus que ela caiu.

  33. Thaiane Zeni/RJ

    Muito triste esse fato, mas realmente acontece muito isso dentro das igrejas. Pessoas vivendo de apararência. Não vou perder o final da histoia.

  34. Nossa bispo realmente muito forte, eu lembro me que quando eu não era nascida de Deus sempre tive o desejo de se obreira, e quando nasci de Deus surgiu a oportunidade e hoje eu sou obreira Graças a Deus as coisas do mundo já não fazem mais parte da minha vida...

    • Nossa bispo realmente muito forte, eu lembro me que quando eu não era nascida de Deus sempre tive o desejo de se obreira, e quando nasci de Deus surgiu a oportunidade e hoje eu sou obreira Graças a Deus as coisas do mundo já não fazem mais parte da minha vida…

  35. Puxa! Coitada! Deve ser muito difícil uma pessoa querer ser uma coisa e não conseguir. Acho que no fundo ela desejava ter nascido de novo, mas só que não conseguia...

  36. Kelly Martins

    agora eu quero ver o final dessa história....

  37. Júlio Dias

    Ai está a importância de a pessoa se preocupar com o ser e não com o fazer, porque o simples facto de fazer joga a pessoa numa vida vazia e de ilusões, incorrendo assim, novamente, no erro de Marta. Pr. Júlio Dias - Gaia

  38. Bruna Barbosa

    Temos que orar sempre e vigiar para que esse espirito nunca entre em nossas vidas... Pois se a gente der uma brecha para o diabo ele entra....... Vamos cortar essa raiz podre... que muitas vezes temos dentro da gente..... e ser uma mulher de Deus

  39. Rodrigo Silva (Almada - Portugal)

    Olá Bispo, Espero que a experiência desta ex-obreira sirva para alertar a todos os demais obreiros e até mesmo pastores, pois viver na falsidade e enganar aos outros aos outros é terrível, a sinceridade está acima de tudo e é o que mais agrada a Deus. Pr. Rodrigo SIlva - Almada

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.